Instalando o Rails e suas dependências no Linux

Instalando o Rails e suas dependências no Linux

Neste post nós vamos focar em instalar as dependências do Rails, indo desde o Git até o próprio framework, mostrando um passo a passo pra galera que está começando ou até mesmo quem já está por dentro do mundo e precisou formatar o PC (vish!).

 

O que vamos instalar:

  •  Git
  •  NodeJs
  •  Yarn
  •  RVM
  •  Ruby
  •  RubyGems
  •  Redis
  •  Postgres
  •  Rails

 

Sem mais delongas, vamos para os steps!

 

Git: O Versionador de Código

1. Primeiro, vamos atualizar o repositório:

 

2. Agora instalaremos o Git:

 

3. Depois de instalado, precisamos executar dois comandos de configuração:

Este comandos são para configurarmos corretamente o nome e o email que aparecerão nas mensagens de commit.

 

 

NodeJS

1. Adicione o repositório do NodeJS:

Estamos instalando a versão 8 do NodeJS.

 

2. Execute o comando para instalar:

 

 

Yarn

1. Primeiro, precisamos adicionar a chave GPG

 

2. Agora vamos adicionar o repositório do Yarn:

 

3. Por último, vamos atualizar o repositório e instalar o Yarn:

 

 

RVM: Ruby Version Manager

1. Instalar o RVM com o comando:

 

2. Após a instalação, precisamos executar o comando para começar a usar o RVM:

 

 

Ruby

Para instalar o Ruby, utilizaremos o RVM. Então, caso ainda não tenha instalado, basta ir até a sessão do RVM.

1. Executar o comando para instalar a versão 2.4.4 do Ruby:

Caso seja necessário instalar outra versão do Ruby, basta substituir o valor 2.4.4 por outra que você precise 😀

 

2. Este comando é para que possamos utilizar a versão 2.4.4:

Neste comando também podemos acrescentar –default para que o RVM utilize esta versão por padrão

 

 

RubyGems

Ao instalar o Ruby pelo RVM no passo anterior, o RubyGems também já vem instalado. Porém, com o RVM nós podemos alterar a versão do RubyGems para uma versão específica se quisermos.

1. Vamos selecionar a versão do Ruby que instalamos:

 

2. Podemos verificar a versão do RubyGems com o comando:

Verifique e guarde o valor que foi retornado

 

3. Agora vamos alterar a versão do RubyGems com o comando:

Estamos utilizando o –force porque a versão 2.4.4 do Ruby vem por padrão com o RubyGems 2.7.6 e estávamos fazendo um downgrade. Poderíamos também ter utilizado qualquer outra versão além da 2.7.2.

 

4. Agora verifique novamente a versão do RubyGems

O valor retornado foi 2.7.2, pois instalamos uma versão diferente da padrão.

 

5. Para voltar a versão normal basta executar:

Caso a versão padrão não seja a 2.7.6, você pode substituir este valor pela versão que for necessária.

 

 

Redis

1. O primeiro passo é baixar o arquivo compactado do Redis

 

2. Descompactar o arquivo baixado:

 

3. Entrar no diretório descompactado:

 

4. Executar os comando para instalar:

 

5. Para iniciar o server em modo daemon podemos executar o comando:

Com este comando, ele executa o server do Redis em backgroup, não ocupando a nossa sessão.
Caso você não queira, basta remover a opção –daemonize yes.

 

6. Para pararmos o Redis em modo daemon, podemos executar:

 

 

PostgreSQL

Para o Postgres, seguiremos uma sequencia maior de passos, pois instalaremos o banco de dados e faremos uma configuração para podemos criar um usuário admin e não precisarmos utilizar o postgres.

Este passos foram retirados do post Deploy Rails: Construa seu APP para a Digital Ocean facilmente

 

1.  Para instalar, vamos executar:

 

2. Agora vamos instalar uma dependência da Gem pg que é utilizada por padrão em projetos Rails:

 

3. Vamos abrir o arquivo chamado pg_hba.conf do Postgres. Como instalamos a versão 9.5 no Postgres, que é a versão que está no repositório do Ubuntu, este arquivo está no caminho:

 

4. Aberto o arquivo, vamos procurar a linha que contém o seguinte conteúdo:

 

5. Agora vamos substituir a palavra “peer” por “trust“, ficando deste jeito:

O que fizemos aqui foi setar uma configuração dizendo que é permitido logar localmente em todos os banco de dados com o usuário postgres sem senha.

 

6. Feito isso, vamos reiniciar o Postgres para que as configurações tenham efeito:

 

7. Agora vamos conectar no Postgres com o usuário postgres sem senha:

 

8. Agora vamos executar um comando SQL para podemos configurar a senha do usuário postgres:

Não esqueça de trocar <sua senha> pela sua senha 😉

 

9. Feito isso, vamos sair do Postgres e abrir novamente o arquivo pg_hba.conf  (/etc/postgresql/9.5/main/pg_hba.conf)

 

10. Substitua a linha abaixo que alteramos anteriormente:

Pelo seguinte conteúdo:

Agora estamos reconfigurando o Postgres para que o login (com o usuário postgres ) seja feito com uma senha encriptada em MD5, por isso que ao alterarmos a senha, nós utilizamos “WITH ENCRYPTED PASSWORD”, para que a senha seja salva em MD5.

 

11. Agora vamos reiniciar novamente o Postgres

 

12. Logar no Postgres com o usuário postgres digitando a senha que foi configurada anteriormente:

 

13. Agora vamos criar um novo usuário no banco para a aplicação:

Novamente, não esqueça de colocar o seu usuário e sua senha no lugar de <seu usuario><sua senha>.

E uma observação importante, o nome do usuário deve estar sem aspas e a senha deve estar com aspas simples.

 

14. Agora vamos conceder privilégios de super usuário para ele:

 

 

Rails

Agora a cereja do bolo e não menos importante, o Rails. Para instalar o Rails vai ser muito simples e para isso precisaremos ter o RubyGems instalado (ele está alguns passos acima).

 

1. Para instalar a versão 5.2.0, basta executar:

No caso de instalar outra versão do Rails, é só substituir o valor 5.2.0 por outra versão da sua preferência 🙂

 

Conclusão

Este foi um tutorial rápido e concentrado do que tem espalhado pela web. Então, não se esqueça, sempre que precisar reinstalar as dependências do Rails do zero, basta seguir este passo a passo.



12 formas de vencer o bloqueio criativo e escrever textos memoráveis (e 6 dicas extras)

Não perca nenhum conteúdo

Receba nosso resumo semanal com os novos posts, cursos, talks e vagas \o/




Você é novo por aqui?

Primeira vez no OneBitCode? Curtiu esse conteúdo? O OneBitCode tem muito mais para você!

O OneBitCode traz conteúdos de qualidade e em português sobre programação com foco em Ruby on Rails e outras tecnologias como Angular, Ionic, React, desenvolvimento de Chatbots e etc.

Se você deseja aprender mais, de uma forma natural e dentro de uma comunidade ativa, visite nosso Facebook e nosso Twitter, veja os screencasts e talks no Youtube, alguns acontecimentos no Instagram, ouça os Podcasts e faça parte de nossa Newsletter.

Além disso, também estamos com alguns e-Books muito interessantes para quem deseja se aprimorar como programador e também como freelancer (os e-Books são gratuitos!):

Espero que curta nossos conteúdos e sempre que precisar de ajuda com os tutoriais, fala com a gente! Seja por Facebook ou e-mail, estamos aqui para você 🙂

Bem-vindo à família OneBitCode \o/

maio 26, 2018

33
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
24 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
14 Comment authors
Daniel MoretoWagnerJéssica Inácio da CostaJéssica Inácio da CostaLeonardo Scorza Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Por que o Redis é uma dependência do Rails? Está certo isso? Ou o Redis é usado pelo PostgreSql? E é opcional ou obrigatório? Obrigado pela ajuda.

Francisco
Visitante
Francisco

Fala Rodrigo, não é uma dependência do Rails nem mesmo do PostgreSQL, você instala se for utilizar em seus projetos.

Guira
Visitante
Guira

Para quem teve o erro abaixo no “make test” na instalação do Redis:
You need tcl 8.5 or newer in order to run the Redis test´

Basta instalar o tcl:sudo apt-get install -y tcl`

Marcia Cogitare
Visitante
Marcia Cogitare

Oi galera, sou nova neste mundo da programação. E achei genial a iniciativa de vcs sobre criar um app baseado na Netflix. Quero muito participar, mas minha inabilidade não tá ajudando rs.
Seria possível um help?.

Meu Linux Mint dá permissão negada , mesmo no root.

Parei no passo 3 do PostgreSQL

Hug

Guira
Visitante
Guira

Oi Marcia, cola o erro aqui, vamos ver.

Marcia Cogitare
Visitante
Marcia Cogitare

Oi Guira, obrigada, o Leonardo tá me dando um help.

Quelugar maravilhoso esse aqui, tem pessoas sempre querendo ajudar 😀

Hug

Leonardo Scorza

Opa, como vai Marcia?
Fico muito feliz que esteja gostando 🙂
Qual problema você está tendo?

Marcia Cogitare
Visitante
Marcia Cogitare

Oi Leonardo, obrigada por dar um help.
Segue a mensagem do terminal

marciacogitare-X45U marciacogitare # /etc/postgresql/9.5/main/pg_hba.conf
bash: /etc/postgresql/9.5/main/pg_hba.conf: Permissão negada

Victor Cesar
Visitante
Victor Cesar

Bom dia!
No passo 3 do pgsql , quando tento acessar(executar) o arquivo pg_hba.conf consta que não tenho permissão , mesmo executando chmod 751 para ele o terminal me responde que a operação não é permitida.
Não consigo de modo algum abrir o arquivo para dar sequencia.

Poderiam me ajudar pf?

Fabio
Visitante
Fabio

Fala mano, não to consguindo instalar o rails, alguem pode me ajuda? segui passo a passo o tutorial e da esse erro:
pc@pc-pc ~ $ gem install rails -v 5.2.0
ERROR: While executing gem … (Gem::FilePermissionError)
You don’t have write permissions for the /var/lib/gems/2.3.0 directory.

Caio Nolasco
Visitante

Pessoal, bom dia, sou iniciante em linux estou com um problema ao executar o comando:
-sS https://dl.yarnpkg.com/debian/pubkey.gpg | sudo apt-key add –

Aparece para mim:
-sS: comando não encontrado
gpg: nenhum dado OpenPGP válido encontrado.

Alicia
Visitante
Alicia

Olá!
No passo 13, quando coloco a senha no comando CREATE USER WITH ENCRYPTED PASSWORD
retorna esse erro: psql: FATAL: password authentication failed for user “postgres”

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Fala galera, não teria um tutorial desse para windows ou vocês só vão trabalhar com linux nesse curso?

Jéssica Inácio da Costa
Membro
Jéssica Inácio da Costa

Olá, Daniel.

Estou com o seguinte problema aqui:

/etc/postgresql/9.5/main/pg_hba.conf
bash: /etc/postgresql/9.5/main/pg_hba.conf: Arquivo ou diretório inexistente

Pode me ajudar?

Obrigada!

Leonardo Scorza

E ai Jéssica 🙂
Verifica se a versão que você instalou do postgres não é outra, caso seja, ajuste na rota (por exemplo /etc/postgresql/10.3/main/pg_hba.conf).
\o/

Jéssica Inácio da Costa
Membro
Jéssica Inácio da Costa

Valeu Leonardo!

A versão é 10.4, mas o erro persiste. Onde mais o arquivo poderia estar?

Obrigada!

Jéssica Inácio da Costa
Visitante
Jéssica Inácio da Costa

Consegui, com /etc/postgresql/10/main/pg_hba.conf, ao invés de 10.4. Agora estou com outro problema que comentei numa pergunta feita por outra pessoa, entre as etapas 12 e 13.

Feito com s2 por OneBitCode
%d blogueiros gostam disto: